BASEADO EM FATOS REAIS

O cão caminhava pela estrada de terra parando em alguns pontos para farejar uma árvore e demarcar o novo território. Grama, lodo, orvalho, madeira, folhas, rio, Pessoas, esquilo, urina antiga de outro cão, ele sentia cada cheiro separadamente, buscando encontrar o de seu Mestre.

O cheiro do Mestre era específico mas as combinações mudavam no decorrer do dia. A última vez que o viu, era uma manhã e além do habitual, o Mestre também cheirava a gordura, ovos, farinha, leite, açúcar, baunilha, café, sabão e desodorante. O Mestre o chamava de Red.

O cão chegou até a ponte. Ele já ouvia a correnteza do rio a muito tempo e seguia o som para matar sua sede. Olhando para a grande queda até o leito do rio, o cão percebeu que não iria conseguir descer. Decidiu atravessar a ponte.

A ponte era feita de pedra, tinha cheiro de musgo, lodo, liquens, rio, Pessoas, 4 cães e 7 cadelas. De repente, o fedor acre de enxofre suplantou todos os outros. Enxofre não era estranho a Red, mas normalmente ele vinha acompanhado dos cheiros de salitre, carvão, papel queimado além de estouros bem altos.

Red ficou alerta, procurando a fonte do cheiro e preparado para correr se houvesse algum estouro. Ficou surpreso ao ver na sua frente, outro Cão. Nenhum de seus sentidos tinha indicado que houvesse alguém próximo. Tentou cheirar o recém-chegado mas se afastou ao perceber que ele era a fonte do fedor que queimava seu focinho. Além disso, o Cão tinha 3 cabeças, o que deixou Red um pouco confuso.

O Cão conversou com Red de uma forma que cães não fazem. A comunicação silenciosa de olhares, movimentos, latidos e ganidos foi trocada por uma forma mais direta. Como se ele estivesse dentro da mente de Red. O Cão contou a Escolha que Red deveria fazer.

Se escolhesse a primeira opção, seu Mestre iria morrer. O Mestre que batia em Red todas as noites quando chegava cheirando a lúpulo, trigo, álcool e açúcar. O Mestre que, por vezes, deixava sua tigela vazia. O Mestre que desapareceu a vários dias e deixou Red sozinho em uma casa vazia.

Red, como todos os 613 cães que passaram por aquela ponte, escolheu a segunda opção. Sem pensar duas vezes, ele subiu no parapeito e pulou em direção ao rio de águas congelantes, 50 metros abaixo da ponte. O Cão ainda espera o dia que um deles escolha a primeira opção.

Tags: , , , , , , , , ,

Leave a Reply


62de8809-5561-4597-848f-c8f70554d2b1